A Cidade de Tiradentes foi fundada por volta de 1702, quando os paulistas descobriram ouro nas encostas da Serra de São José, dando origem a um arraial batizado com o nome de Santo Antônio do Rio das Mortes. O arraial posteriormente, passou a ser conhecido como Arraial Velho, para diferenciá-lo do Arraial Novo do Rio das Mortes, a atual São João del Rei. Em 1718 o arraial foi elevado à vila, com o nome de São José, em homenagem ao príncipe D. José, Futuro rei de Portugal, passando em 1860, à categoria de cidade. Durante todo o século XVIII, a Vila de São José viveu da exploração de ouro e foi um dos importantes centros produtores de Minas Gerais.
No fim do século XIX os republicanos redescobrem a esquecida terra de Joaquim José da Silva Xavier, o "Tiradentes", fazem uma visita cívica à casa do vigário Toledo, onde se tramou a Inconfidência Mineira. Mas foi o inflamado Silva Jardim que, de passagem por São José, sugere em seu discurso que o nome da cidade fosse trocado para o do herói, em lugar de um rei português. Com a proclamação da república, por decreto de número 3 do governo provisório do estado, datado de 06 de dezembro de 1889, recebe a cidade o atual nome "Cidade e Município de Tiradentes". Após longos anos de esquecimento, o conjunto arquitetônico da cidade foi tombado pelo então Serviço do patrimônio Histórico e Artístico Nacional (SPHAN), em 20 de abril de 1938, tendo sido, por isso, conversado quase intacto.
Ainda existem na cidade excelentes exemplares de arquitetura civil do século XVIII, como o Sobrado Ramalho, nos quatro cantos: o Sobrado do Aimorés Futebol Clube: na Rua Direita: o Prédio da Prefeitura com suas sacadas de ferro batido e sótão: a casa nº 114 da Rua Padre Toledo, com forros pintados, representado os cinco sentidos; a casa do Largo do Ó nº 1 com forros pintados e três casas com antigas janelas de rótula, na Rua direita.

Artes e Culinária
Em Tiradentes pode-se encontrar artesanato em madeira, pedra sabão, latão, folha de flandres, tecelagem prata de boa qualidade e originário de toda região.
Ao doces mineiros também podem ser degustados em diversas casa como: canudo de doce de leite, doce de leite, ambrosia, biscoito de amendoim, pé de moleque, entre outros.
A culinária local presa os pratos mineiros como o feijão tropeiro, tutu mineiro, frango a molho pardo, frango com "ora pro nobis" (erva trepadeira com grande teor nutritivo).

TIRADENTES

Cidade histórica do interior de Minas Gerais
turismo-tiradentes-mg-01.jpg
turismo-em-tiradentes.jpg
trilha-carteiro-tiradentes-visual-cidade.jpg
transporte-de-van-para-tiradentes.jpg
tiradentes-vista-da-cidade.jpg
Tiradentes-MG-Rua.jpg
tiradentes3_edited_francisleycamargo.blogspot.jpg
Tiradentes_03.JPG
Tiradentes.jpg
rua-tiradentes.jpg
MVC-020F.jpg
museu-liturgia.jpg
matriz-de-santo-antonio-alto-da-rua-da-cc3a2mara-tiradentes-mg.jpg
maria-fumaça-tiradentes-MG.jpg
largo-das-forras.jpg
IMG_2136.jpg
attachment.jpg
2390706360_1f78749d4e.jpg
dsc_0463.jpg
matriz-de-santo-antonio-alto-da-rua-da-cc3a2mara-tiradentes-mg.jpg
01233319218.jpg
0,,14424641-EX,00.jpg
tiradentes1.jpg
6f125d363f66c9ab80cbea18d63e3e09.jpg

Rua Professor Lavaquial Biosca s/n Quadra P lotes 1 a 5  Engenho do Mato - Niterói - RJ CEP 24344-130

+55(21) 2703-2383 +55(21) 3254-7685

      (21) 98731-4167